Blog
Quais são os problemas comportamentais caninos mais frequentes no Brasil?

Um primeiro passo na batalha pelo controle dos problemas comportamentais caninos é conhecer o que é mais comum e, então, preparar as armas (muito conhecimento e muita experiência!) para enfrentá-los!

Sabemos, a partir de levantamentos estrangeiros que, dentre os comportamentos problemáticos mais comumente exibidos pelos cães, estão a agressividade (entre cães e contra pessoas) e a ansiedade decorrente de separação. Problemas comportamentais menos comuns seriam as compulsões – perseguição e mordedura da cauda, por exemplo.

No entanto, será que essa mesma distribuição se repete em nosso país? Considerando que fatores externos também contribuem com os comportamentos (normais e problemáticos!) exibidos pelos cães e a forma de criar e cuidar dos cães pode diferir ao longo das diferentes culturas, é de se esperar particularidades brasileiras. Por isso, é fundamental conhecer especificamente as mazelas comportamentais que afligem os peludinhos brasileiros!

Um levantamento contando com 137 casos atendidos pela Dra. Daniela Ramos, na cidade de São Paulo, apontou para a seguinte prevalência de problemas comportamentais caninos brasileiros:

Incluem-se na categoria “outros”: hiperatividade, problemas de adaptação à chegada do bebê, problemas com o comportamento típico de filhotes etc.).

Assim como em outros países, agressividade é o problema mais comum. Diferentemente dos levantamentos estrangeiros, temos mais medos e fobias que problemas decorrentes de separação do dono. Problemas que denotam descontrole, bem como as compulsões, também se mostram menos frequentes por aqui.

Agora que conhecemos melhor os inimigos, é se preparar muito bem para enfrentá-los!